Quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

XXII Encontro de Fotógrafos e Blogues

Chegou a hora do nosso XXII Encontro de Fotógrafos e Blogues. Depois da Terra Fria do Barroso, desta vez apontamos para o Douro Vinhateiro e Terra Quente.

Assim, estão abertas as inscrições que decorrerão até à meia-noite do próximo dia 22 de outubro (quarta-feira).

 

PROGRAMA

8H30 - Saída de Chaves (junto ao Centro Cultural)

9H30 – Miradouro de S.Leonardo da Galafura

                - Reforço alimentar

10H30 – S.Martinho de Anta (Terra de Miguel Torga)

                - Sabrosa

                - Sanfins do Douro

11H30 – Visita à Adega de Favaios

12H45 – Alijó – Almoço

14H15 – Pinhão

15H30 – Tua

              – Carrazeda de Ansiães

16H30 – Vila Flor

18H00 – Mirandela

19H30 - Chaves

 

Como sempre o encontro está aberto para Associados e não associados.

 

Para mais informações, fica o nosso endereço de mail: lumbudus@gmail.com

 

publicado por Fer.Ribeiro às 00:53
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

Humberto Ferreira, com 20 Sombras, na Adega Faustino

 

A LUMBUDUS tem a honra de convidar todos os amantes de fotografia para a exposição  “20 SOMBRAS”, de HUMBERTO FERREIRA, a inaugurar na próxima sexta-feira, dia 3 de outubro, às 18 horas, na Adega do Faustino, em Chaves.

 

publicado por Fer.Ribeiro às 23:37
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 26 de Agosto de 2014

O Velho Texas está de regresso

Fica um convite para os amantes dos comboios, sobretudo do nosso comboio da linha do Corgo que desde 28 de agosto de 1921 a 1 de janeiro de 1990 percorria várias vezes ao dia o percurso entre a Régua e Chaves, e vice-versa.

 

É, a LUMBUDUS, Associação de Fotografia e Gravura aí está com mais uma exposição de fotografias, esta com várias composições do comboio que ao longo de 68 anos percorreu a Linha do Corgo. 50 fotografias mas também o lançamento de um livro com fotografias e textos de vários autores contando as suas memórias sobre o comboio. Mas não se fica por aí, pois também será lançada uma coleção de 12 postais e um crachá comemorativo, tudo a lançar no dia do aniversário da chegada do comboio pela primeira vez a Chaves.

 

A inauguração da exposição fotográfica “ Memórias de uma Linha – Linha do Corgo”, acontecerá na próxima quinta-feira, dia 28 de agosto, às 18 horas, na Sala Multiusos do Centro Cultural de Chaves, altura em que serão também lançados o livro, os postais e o crachá atrás mencionados.

 

A exposição só possível graças ao espólio de um Associado Lumbudus e é apoiada pelo Turismo de Portugal, pela Câmara Municipal de Chaves e pela Associação Chaves Viva.

 

 

Mas não é tudo, pois esta exposição estará em duas frentes, a segunda a acontecer também na próxima quinta-feira, no Restaurante – Pizzeria TESTAROSSA, na Rua do Sol, 51 em Chaves, com inauguração prevista para as 19H30, com uma mostra fotográfica, onde estarão também disponíveis alguns livros, postais e crachás.

 

Se gosta de comboios e tem saudades do nosso antigo texas não perca esta exposição, mas também o livro com muitas memórias contadas na primeira pessoa, uma interessante coleção de postais e o crachá comemorativo.

 

A LUMBUDUS conta com todos!

 

 

publicado por Fer.Ribeiro às 01:15
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 4 de Agosto de 2014

ANA MARIA BORGES em exposição no Faustino

 

ANA MARIA BORGES, flaviense de alma e coração, é uma das Associadas fundadoras da LUMBUDUS - Associação de Fotografia e gravura.

 

 

“A fotografia, antes de tudo é um testemunho. Quando se aponta a câmara para algum objeto ou sujeito, constrói-se um significado, faz-se uma escolha, seleciona-se um tema e conta-se uma história, cabe a nós, espectadores, o imenso desafio de lê-las".

Ivan Lima

 

 

Palavras certeiras de Ivan Lima sobre a fotografia, curiosamente estas palavras não são proferidas por um fotógrafo ou por uma personagem ligada à fotografia, mas por um “espectador” da fotografia com a imensa tarefa, ou sensibilidade, de as ler. De facto a fotografia, na sua essência, não passa do registo de um momento, de um pormenor que seja, uma maneira de olhar, que é sempre diferente, dependendo de quem está a olhar, e, é nessa diferença que a fotografia pode ser um documento, um testemunho,  um registo de amor ou ternura, um mero registo para mostrar um acontecimento e para mais tarde recordar, ou,  um momento de arte que acontece quando para além da estética a fotografia transmite sentimentos ou pretende falar, dizer coisas ao tal “espectador” que terá o imenso desafio de as ler.

 

 

A Ana Maria Borges fala-nos, diz-nos coisas através da fotografia. Sinais de poesia que a fotografia também é. Uma flor perdida no meio do nada, uma composição que alguém amanhou para mostrar o passado, um reflexo de formas, a magia do lume a quebrar a escuridão, um desperdício no abandono, a beleza e forma complexa de uma flor, o pescador quase absorvido pela imensidão do mar, simples reflexos de texturas e cores, a transparência onde a há, os pormenores que fazem a diferença, anoiteceres numa magia de luz, engenhocas da modernidade, a exuberância da natureza e um sem número de mensagens, de leituras, de se exprimir que desafia a todos lê-las.

 

Fernando DC Ribeiro

 


 

Fotografias de Ana Maria Borges, texto do catálogo da exposição.

 

 

publicado por Fer.Ribeiro às 01:18
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 3 de Agosto de 2014

Dois Lumbudus em exposição no Carballiño

 

 

Fernando DC Ribeiro e João Madureira expõem em conjunto no Casino do Carballiño, cinquenta fotografias, durante todo o mês de agosto. Esta exposição intitulada “PERSPETIVAS”, surge no âmbito do intercâmbio de exposições entre a LUMBUDUS – Associação de Fotografia e Gravura, com sede em Chaves, e O POTIÑOS – Asociación Fotográfica, com sede no Carballiño, na Galiza.

 

Fotografia de Humberto Ferreira

 

Fotografia de Humberto Ferreira

 

 

 

publicado por Fer.Ribeiro às 04:53
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Julho de 2014

Resultados do concurso de fotografia do XXI Encontro - Terras do Barroso

Tal como previsto no regulamento do XXI Concurso de Fotografia, resultante do último do XXI encontro de fotógrafos que decorreu em terras do Barroso e Couto Misto,  torna-se agora público o resultado do concurso de fotografia.

 

Concorreram vinte e três (23) fotógrafos com um total de cento e oito (108) fotografias das quais três (3) foram premiadas pelo Júri do concurso, ficando os prémios assim distribuídos:

 

1º Prémio

Fernando DC Ribeiro

 

2º Prémio

António Alves Chaves

 

 

3º Prémio

António Alves Chaves

 

Tal como previa o regulamento a entrega dos prémios será feita no Ecomuseu de Montalegre, em data a marcar, aquando da inauguração da exposição coletiva (50 fotografias),  que resultará de uma seleção de todas as fotografias apresentadas a concurso.

 

À Direção da Associação Lumbudus resta agradecer a todos os participantes no concurso de fotografia, sem os quais o concurso não seria possível.

 

publicado por Fer.Ribeiro às 00:18
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 1 de Junho de 2014

Exposição Coletiva de Associados Lumbudus - Adega do Faustino - Chaves

 

A presente exposição fotográfica de Associados Lumbudus resulta de um dia de campo num workshop de fotografia, orientado por António Sá, que decorreu em terras de S.Vicente da Raia, ao longo da raia com a Galiza e tendo de fundo como principal cenário um antigo trilho do contrabando entre Soutochão (Galiza) e Segirei (Portugal), cujo percurso se faz ao longo de um riacho (Regueiro do Pontón) em terreno às vezes muito acidentado, o que origina algumas pequenas cascatas.

 

Para além da técnica fotográfica e tal como salientava o orientador do workshop que “Partindo da premissa de que não é o excelente domínio da tecnologia que garante as melhores imagens, este workshop procurava recuperar noções essenciais da fotografia enquanto forma de expressão artística: a importância da luz, a originalidade do ponto de vista da composição, a criatividade associada a diferentes temáticas. São estes alguns dos ingredientes que, através de projeções, análise de obras fotográficas e a indispensável prática, podem ajudar os fotógrafos de hoje a entender a simplicidade da receita de sempre”.

 

Foram estes mesmos ingredientes que levaram a que onze fotógrafos amadores associados da Lumbudus, com diferentes idades, diferentes experiências fotográficas e diferentes formas de olhar, se juntassem para um dia de fotografia de campo e reunissem alguns dos seus trabalhos, com o olhar de cada um, e que se atrevem a deixar nesta exposição para apreciação e reflexão, de todos.

 

 

 

 

publicado por Fer.Ribeiro às 22:41
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 18 de Maio de 2014

XXI Encontro de Fotógrafos e Blogues - Barroso



Inscrições e Informações em lumbudus@gmail.com


publicado por Fer.Ribeiro às 00:40
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 22 de Abril de 2014

Workshop de Fotografia - Chaves 10 e 11 de maio

Com o surgimento da era digital, assistimos a uma das maiores e mais complexas revoluções da história da fotografia. Hoje, para além da sensibilidade artística, torna-se necessário conhecer minimamente os menus das máquinas, a forma como o sensor reage às diferentes condições de luz e aprender a dominar algum software de tratamento e edição das imagens. Infelizmente, estes aspetos deixam muitos fotógrafos perdidos num interminável labirinto tecnológico, onde os resultados teimam em ficar muito aquém do esperado.

 

Partindo da premissa de que não é o excelente domínio da tecnologia que garante as melhores imagens, este workshop procura recuperar as noções essenciais da fotografia enquanto forma de expressão artística: a importância da luz, a originalidade do ponto de vista e da composição, a criatividade associada às diferentes temáticas. São estes alguns dos ingredientes que, através de projeções, análise de obras fotográficas e a indispensável prática, podem ajudar os fotógrafos de hoje a entender a simplicidade da receita de sempre.

 

PROGRAMA

 

Sábado, 10 de maio

 

9h30  AS REGRAS DE SEMPRE

- a importância da luz

- o rigor da composição

- originalidade do ponto de vista

 

11h00  coffee break

 

11h15  TÉCNICA FOTOGRÁFICA

Os parâmetros da câmara que fazem a diferença

 

12h15 A INFLUÊNCIA DO EQUIPAMENTO

 

13h00 almoço

 

14h30 O PROCESSO CRIATIVO

 

- como surgem as histórias fotográficas

- análise crítica de obras de diferentes autores

 

16h30 intervalo

 

16h45 PÓS-PROCESSAMENTO BÁSICO DE IMAGENS DIGITAIS

 

18h30 final da parte teórica

 

Domingo, 11 de maio

 

8h30 AULA PRÁTICA - fotografia em espaço rural/natural

 

13h00 almoço

 

14h30 AULA PRÁTICA - fotografia em espaço rural/natural (continuação)

 

17h30 final do workshop

 

 

Destinatários

 

Fotógrafos amadores que queiram recordar aspetos técnicos relevantes e evoluir nos aspectos estéticos e criativos da fotografia, bem como aprender a fazer o tratamento digital básico das imagens.

 

Número de Participantes

Com vista a assegurar o apoio individual, estabelece-se em 15 o número máximo de inscrições.

 

Material do participante

Os participantes deverão trazer o equipamento que utilizam habitualmente (câmara e objetivas, bem como cartões de memória e baterias extra), não havendo qualquer limitação em relação ao tipo: poderão ser câmaras compactas ou reflex, digitais ou de película.

 

Preço

Contactar Associação Lumbudus (lumbudus@gmail.com)

 

Local

CHAVES

 

Informações e inscrições

 

Associação Lumbudus

Fernando Ribeiro

lumbudus@gmail.com / 919 141 059

 

António Sá

tel.: info@antoniosa.com / 273 326 290

 

ANTÓNIO SÁ

 

Nascido em Espinho em 1968, António Sá iniciou-se na fotografia aos 11 anos de idade. Em 1995, com 26 anos e após várias profissões, começa o percurso como fotógrafo profissional e jornalista, realizando reportagens para diversas revistas europeias, incluindo a edição portuguesa da National Geographic. Explorando ideias próprias ou em assignments para clientes específicos, a vida como freelance leva-o a destinos como Bornéu, Turquia, Brasil, China, Alasca, Mongólia, Islândia, Namíbia ou Cabo Verde, entre muitos outros.

 

Em 2001 participa nos Santa Fe Workshops, Novo México, E.U.A., integrando o curso “The Lyrical Moment”, de David Alan Harvey (fotógrafo da Magnum e da National Geographic).

Entre as várias exposições individuais que realizou, destacam-se “Outro Tempo Noutros Lugares”, que esteve patente nas galerias foto da FNAC em Lisboa e no Porto, “Two Moons”, no Centro Cultural de Belém, e “Portugal: Um Outro Olhar”, no Mosteiro dos Jerónimos.

 

Em 2007 e 2008 foi convidado para orientar a disciplina de Projeto Fotográfico do Curso de Tecnologia da Comunicação Audiovisual, do Instituto Politécnico do Porto.

 

Ainda em 2007, foi o fotógrafo escolhido para o projeto do National Geographic Channel sobre os sítios portugueses classificados pela UNESCO como Património Mundial. O documentário resultante, Portugal: Um Outro Olhar, foi emitido por este canal na Alemanha, Espanha, Portugal e Reino Unido, e o seu trabalho fotográfico esteve presente em Berlim, Lisboa, Londres e na cidade turca de Eskisehir.

 

Em Maio de 2012, a recolha fotográfica que realizou para a Fundação Rei Afonso Henriques, sobre os 11 sítios Património da Humanidade na bacia do Douro culmina com uma exposição inaugurada pelos chefes de governo de Espanha e Portugal, durante a XXV Cimeira Ibérica, realizada no Porto.

 

Como instrutor, António Sá tem realizado workshops para várias entidades, entre as quais a Fundação de Serralves (Porto), e conduzido passeios fotográficos em Portugal, Espanha, Islândia e Marrocos. A par destas iniciativas, participa regularmente em conferências e seminários a convite de estabelecimentos de ensino e empresas da área da fotografia.

 

 

publicado por Fer.Ribeiro às 01:30
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 8 de Abril de 2014

José Arantes expõe Barroso em Chaves

A Associação de Fotografia e Gravura – LUMBUDUS leva a efeito mais uma exposição de fotografia em Chaves. Intitulada Barroso, de autoria de José Aarantes, está desde ontem patente ao público na Adega do Faustino e no Polo da UTAD/ESEC, onde continuará até ao final deste mês de abril.

 

José Arantes nasceu em Paradela de Valdozende, Terras de Bouro, no ano de 1957.

 

É um dos Associados fundadores da Associação de Fotografia e Gravura – LUMBUDUS.

 

 

José Arantes vive em Montalegre desde 1973. Diz-nos que desde essa data ficou apaixonado por Barroso. Em consequência dessa paixão, apaixonou-se pela fotografia, tendo iniciado atividade de fotógrafo amador em 1981. Para José Arantes a fotografia é uma forma de expressar a nossa maneira de ver, mas também um meio que nos permitirá recordar momentos inesquecíveis que não se repetirão. Barroso, é um paraíso dentro de outro paraíso. Ao longo de séculos as pessoas, com o seu saber, aproveitaram os recursos naturais moldando, com harmonia, a paisagem envolvente. As águas das chuvas, dos rios e regatos, foram aproveitadas com muita mestria, quer para os moinhos, quer para os lameiros.

 

 

Com os seus muros rendilhados a separar os terrenos, os lameiros são a imagem mais caraterística da região de Barroso, são a principal fonte de alimentação do gado. Felizmente ainda são cuidados, dando-nos a oportunidade de vislumbrar cenários magníficos, inalterados desde há séculos. A par das suas gentes e do património construído, a natureza selvagem é outro paraíso que se conjuga na perfeição. As quatro estações, todas elas diferentes e marcantes, desafiam a desfrutá-las, seja pela beleza das formas, pelas cores, luz ou sons, todas elas nos convidando a ficar em silêncio, apreciando tal privilégio. Na primavera, a flora é deslumbrantemente selvagem. A fauna é muita variada e com vários espécimes raros.

 

 

O inverno é agreste e simultaneamente belo. As cores outonais convidam a entrar nos bosques de carvalhos e vidoeiros, caminhando, refletindo ou colhendo cogumelos. Os inúmeros regatos e pequenos rios que descem as montanhas, convidam a subir para ver e ouvir os elementos de rara beleza que tão harmoniosamente coabitam. A Natureza presenteou-nos com uma maravilha que teremos de respeitar, protegendo a fauna, a flora, as montanhas, os bosques, rios e regatos.

 

 

publicado por Fer.Ribeiro às 23:26
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre nos

.pesquisar

 

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. XXII Encontro de Fotógraf...

. Humberto Ferreira, com 20...

. O Velho Texas está de reg...

. ANA MARIA BORGES em expos...

. Dois Lumbudus em exposiçã...

. Resultados do concurso de...

. Exposição Coletiva de Ass...

. XXI Encontro de Fotógrafo...

. Workshop de Fotografia - ...

. José Arantes expõe Barros...

.arquivos

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

.tags

. todas as tags

.links

.Olhares

blogs SAPO

.subscrever feeds