Segunda-feira, 19 de Agosto de 2013

Dia mundial da fotografia

 

Sendo a Lumbudus uma Associação de Fotografia, não poderíamos deixar passar despercebido o dia de hoje – o Dia Mundial da Fotografia. Mas desde já fica um aviso, algumas das imagens que se seguem são imagens que falam e fazem pensar. Este é portanto um post com bolinha vermelha.


O


“Fotografar é colocar na mesma linha

de mira a cabeça, o olho e o coração”

Henri Cartier-Bresson

 

Henri Cartier-Bresson (1908-2004), um dos grandes fotógrafos do século XX e considerado por muitos o pai do fotojornalismo.

 

O século XX foi um século de acontecimentos marcantes e únicos na história da humanidade: – O homem chega a lua pela primeira vez; A loucura de duas guerras mundiais com dias loucos como o Hiroshima e Nagasaki e o extermínio de 5 milhões de judeus; A descoberta da penicilina; o primeiro voo dos irmãos Wright; A criação da World Wide Web (WWW); A queda do muro de Berlin. – Em todos estes acontecimentos a fotografia e a imagem estão presentes e são a memória futura de todo um século, muito mais (mas mesmo muito) que todas as palavras que foram escritas sobre esses acontecimentos.

 

Gisèle Freund em «Fotografia e Sociedade» também ao respeito da palavra e da imagem dizia o seguinte:


“ Durante o Renascimento dizia-se de um homem avisado que “ele tinha um bom nariz”. Hoje dizemos de alguém que se encontra ao corrente de tudo que ele “tem bom olho, pois a vista é nos nossos dias o sentido mais solicitado. A imagem é fácil de compreender e acessível a toda a gente. A sua particularidade consiste em que ela se dirige à emotividade: não deixa tempo para reflexão nem para raciocínio, como é o caso com a conversação ou com a leitura de um livro. A fotografia multiplicou a imagem por milhares de biliões e, para a maioria dos homens, o mundo deixou de ser evocado para ser apresentado. A fotografia de Phan Thi Kim Phuc, uma pequena de nove anos, seriamente queimada por um ataque de napalm, fugindo com outras crianças por uma estrada do Vietname, simboliza dolorosamente a guerra. Ela foi publicada no mundo inteiro e despertou por toda a parte o horror e o ódio à guerra, evocação infinitamente mais poderosa do que dúzias de páginas que poderiam ter sido escritas sobre esse assunto.”

 

Fica a imagem referida por Freund para melhor se entenderem as suas palavras.

foto de Phan Thi Kim Phuc realizada por Huynh Cong Ut, fotógrafo da agência Associated Press, ganhou o Prémio Pulitzer de 1973.


A par desta imagem, há milhões delas que pelo seu conteúdo foram reproduzidas num número sem fim e que são conhecidas em todo o mundo. Deixo apenas 10 dessas imagens, sem contudo a seleção obedecer a qualquer critério, ou seja, são estas 10 como poderiam ser outras igualmente marcantes:


Praça de Tiananmente 1989 – Fotografia de Stuart Franklin Magnum (Life)

 

Uma execução na guerrilha do Viet Cong – 1968 – Fotografia de Eddie Adams (Life)



A fome num campo de refugiados do Sudan em 1994 – Fotografia de Kevin Carter

 

Esta fotografia foi premiada com o Prémio Pulitzer e o seu autor severamente criticado pela imprensa que levantou a questão de se o fotógrafo deveria ter feito a foto ou salvar a criança do abutre. Segundo consta o autor da foto não resistiu às críticas e acabou por se suicidar. Veio-se a saber mais tarde que a criança da foto está viva e nunca chegou a ser atacada pelo abutre.


Fotografia de George Steinmentz – 2004

 

Fotografia aérea muito conhecida nos meios fotográficos pela curiosidade da ilusão de ótica, pois na realidade o que se vê não são camelos mas as silhuetas das suas sombras.



Fotografia de um WC na Carolina do Norte (EUA) – Foto de Elliott Erwitt - 1950


Sem comentários!



A primeira fotografia a cores – 1861 – Fotografia de Thomas Sutton


A fotografia até pode nem ter interesse, no entanto é hitórica por ser a primeira fotografia a cores.


Fotografia de Omayra Sánchez – 1985 do Fotógrafo Frank Founier


Uma fotografia que deu a volta ao mundo e que levantou a muita controvérsia. Omayra Sánchez foi uma das 25 000 vítimas do Nevado del Ruiz, um vulcão na Colômbia que entrou em erupção em 14 de novembro de 1985. Omayra com 13 anos esteve presa em destroços debaixo de água durante três dias. A foto foi tirada pouco tempo antes de Omayra morrer vindo a causar polémica devido ao trabalho do fotógrafo e à inação do governo colombiano no meio da tragédia.


Fotografia de Malcolm Browne – 1963 – imolação de Thich Quang Duc.


O monge budista do Vietnam queimou-se até à morte em protesto contra as políticas repressivas de Diem. Haverá palavras para descrever esta imagem?


Albert Einstein 1951 – Fotografia de Arthur Sasse


E foi assim que se registou para todo o sempre a "loucura" de um génio.


Bomba atómica de Nagasaki – 1945 – Fotografia da U.S. Air Force

 

Por baixo a destruição total. Nuclear, NÃO OBRIGADO!


Che Guevara 1967 – Fotografia de Alberto Díaz Gutiérrez (Alberto Korda 1928-2001)


A fama desta fotografia, um símbolo, aconteceu quase por acaso. A fotografia quase acidental de Che Guevara tornou-se uma das fotos mais reproduzidas de todos os tempos. Korda fez uma tomada vertical e outra horizontal. As duas fotos não ficaram assim tão famosas imediatamente. Foi preciso que um italiano de nome Giangiacomo Feltrinelli recortasse as laterais da tomada horizontal e espalhasse posters de Che Guevara após sua morte nas selvas bolivianas, em 1967. A partir daí a imagem correu mundo e tem sido fonte de inspiração para muitos artistas. Alberto Korda, o autor da fotografia, nunca recebeu qualquer tipo de remuneração pela foto e nunca se empenhou em receber. Dizia que sua intenção, ao não fazê-lo, era espalhar os ideais revolucionários da luta de Guevara.


Fotografia de Daniel Rodrigues premiada no Word Press Photo – A imagem foi captada na Guiné-Bissau


Dois dias bastaram para que Daniel Rodigues (português) deixasse o anonimato para se tornar um fotógrafo mundial - foi o dia em que tomou esta foto e o dia em que foi premiada pela World Press Photo. A WPP é uma organização independente sem fins lucrativos fundada em 1995 em Amesterdão que atribui anualmente a maior e mais prestigiada distinção de fotojornalismo do mundo.


“Ataque contra as torres gémeas de Nova Iorque” – Autor:Photoshop


Por último uma foto que também correu o mundo. A fotografia de um turista anónimo segundos antes do avião embater contra as torres gémeas de Nova Iorque, em 11 de setembro de 2001, só que neste caso o autor da fotografia chama-se Photoshop. O Software de tratamento de fotografia permite atingir tal perfeição no tratamento de fotografia que faz parecer real aquilo que nunca o foi e tanto pode ser utilizado para o bem, como para o mal...


E eis a nossa pequena homenagem à fotografia, com apenas algumas de uma imensidão delas que poderíamos ter trazido aqui, mas esta foi a nossa escolha.



publicado por Fer.Ribeiro às 22:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre nos

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Dia mundial da fotografia

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

.tags

. todas as tags

.links

.Olhares

blogs SAPO

.subscrever feeds